Você sabe o que é adotar um povo?

Durante os séculos de obra missionária, a Igreja Cristã tem enfatizado o necessidade de se alcançar os diferentes países de nossa Terra. Em poucos casos, a preocupação tem sido em função de grupos sociais ou étnicos dentro de uma sociedade. Existem, hoje, ministérios que evangelizam entre grupos específicos, como, por exemplo, entre estudantes, muçulmanos, japoneses, marginalizados, favelados ou espíritas.

Num estudo da terminologia bíblica, vamos verificar que a questão dos povos é importante. Vez após vez existe a preocupação divina com os povos (etnias) que ainda não conhecem a vontade de Deus. O enfoque nos grupos humanos, mais do que nos países, mostra que a tarefa de levar o conhecimento acerca do Reino de Deus precisa ser mais abrangente e profunda do que apenas iniciar um trabalho num país, considerando-o, desta forma, alcançado. Por isso, o projeto de Adoção de Povos, tenta resgatar uma ênfase bíblica, onde cada unidade cultural, linguística e racial é considerada. A estratégia de alcançar os diferentes povos precisa ser diferenciada e um trabalho missionário terá dificuldades de lograr êxito em várias culturas ou povos, simultaneamente.

Naturalmente, não se trata apenas de estatística e de números a serem alcançados. A motivação é a própria ordem do Mestre de “pregar o evangelho a toda a criatura”. Como Igreja Brasileira temos recursos e condições para assumir nossa responsabilidade pela evangelização mundial. O projeto de adoção de povos poderá, havendo maciça participação da Igreja, viabilizar o envio de centenas e até milhares de missionários brasileiros para os povos que ainda não tiveram a chance de ouvir a mensagem transformadora do evangelho.

O que é um povo?

É um agrupamento de indivíduos que têm entre si uma afinidade comum porque possuem a mesma: Língua, Religião, Etnia, Morada e Profissão. Podemos dizer que um povo não alcançado é um grupo humano (povo) dentro do qual não existe uma comunidade de crentes que dispõe de pessoas ou recursos suficientes para evangelizar o restante do próprio povo e portanto precisam de um esforço missionário de fora (em sua grande maioria, esforço transcultural).

PROCESSO DE ADOÇÃO DE UM POVO
VEJA UM EXEMPLO

Conheça o Projeto Josué