“Existimos em favor dos lugares e povos ainda sem oração, das igrejas ainda não plantadas e dos missionários ainda não enviados.”

PROJETO COSTURANDO & TRANSFORMANDO

 

World Horizons Brasil (WH Brasil) é um movimento de oração, trabalho pioneiro, profético e pastoral em missões que existe a favor dos lugares onde Cristo não foi anunciado, das igrejas que ainda não foram plantadas e dos missionários que ainda não foram enviados. Operamos em 29 países do mundo, e no Brasil desde 1992.

 

Conheça mais sobre nossa organização acessando Quem somos e Onde estamos em nosso site!

 

O NÍGER

 

Localizado na porção centro-oeste do continente africano, o Níger não possui saída para o mar e limita-se com a Líbia (ao norte), Chade (a leste), Nigéria (ao sul), Benin e Burkina Fasso (a sudoeste), Mali (a oeste) e Argélia (a noroeste).

Aproximadamente 65% do território são cobertos pelo deserto do Saara, sendo o restante (35%) situado em zona semidesértica denominada Sahel. As poucas áreas cultiváveis estão sendo afetadas pelo rápido processo de desertificação.

A economia nacional é pouco desenvolvida e os empréstimos realizados pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) agravaram as crises socioeconômicas. O Níger é uma das nações (3ª) economicamente mais pobres do mundo, possuindo poucas terras cultiváveis e escassos recursos naturais de valor comercial. Segundo estatísticas (2019), 49,7% da população são mulheres, na maioria vulneráveis devido a pobreza (Fontes: sites de pesquisas na internet).

Diante dessa realidade de pobreza, a equipe de missionários no país entendeu que era de suma importância prover de alguma forma a capacitação profissional na comunidade onde estavam inseridos para despertar o empreendedorismo como estimulo do auto sustento, vencer a falta de auto estima e restaurar, em especial, a dignidade feminina, seu valor como ser humano, para impactar a realidade desumana que a pobreza extrema impõe.

 

O PROJETO

 

Por isso, diante dessa dura realidade, em especial das mulheres da etnia Zherma moradoras de Niamey, capital do Níger, apesar dos desafios locais, foi iniciado em 22 de maio de 2016 o Projeto Missionário costurando e Transformando que busca transformar a vida das mulheres da comunidade, combater a pobreza local, resgatar a dignidade feminina, capacitando-as profissionalmente a fim de terem a possibilidade do auto sustento. O projeto as ensina que, Costurando, elas podem conquistar o reconhecimento de seu importante papel e valor como mulher, Transformando a realidade social da comunidade.

 

Público Alvo

Mulheres nigerinas, da etnia zherma, moradoras da região mais pobre da capital, vulneráveis socialmente pela pobreza extrema, presas culturalmente numa cosmovisão que as mantém vulneráveis.

 

Justificativa

Através do ensino de corte e costura, podemos romper barreiras culturais que ferem os direitos humanos de mulheres sujeitas a pobreza extrema e presas culturalmente numa cosmovisão que as mantém vulneráveis.

 

Metodologia

Além da costura, é ensinado o Evangelho através do discipulado, trabalhado a questão da liderança, do empreendedorismo, através de dinâmicas, jogos e outras técnicas para o resgate de valores humanos, auto imagem e dignidade em Deus.

 

Impacto esperado

Formar costureiras empreendedoras, capazes de se auto sustentarem e contribuir de forma efetiva com a própria família, tendo seu valor como mulher reconhecido possibilitando a transformação social.

 

OBJETIVOS DO PROJETO

 

Específicos: formação de costureiras empreendedoras, capazes de obter autonomia financeira.

 

Gerais: combater a pobreza, reduzir a baixa autoestima feminina imposta pela cultura, o não reconhecimento do valor próprio em Deus e a não dignidade humana imposta pelo contexto cultural local.

 

VISÃO DO PROJETO

 

Impactar a comunidade não só formando costureiras empreendedoras, capazes de se auto sustentarem e contribuir com família, mas, em especial, fazê-las se reconhecerem e serem reconhecidas pelo valor como mulher, possibilitando a elas, além da transformação social, a opção de se tornarem Mulheres do Reino.

 

COMO ESTAMOS HOJE

 

Através da  capacitação profissional por meio do ensino de corte e costura, o projeto ensina mais do que um profissão, ele rompe barreiras culturais que ferem os direitos humanos de mulheres sujeitas a pobreza extrema e presas culturalmente numa cosmovisão que as mantém vulneráveis.

O projeto foi iniciado com apenas 5 máquinas de costuras e dez alunas, mulheres africanas da etnia zherma, vulneráveis pela pobreza e costumes locais. Depois de algum tempo, já com mais experiência, o número de alunas dobraram, aumentou o número de máquinas e, algumas das mulheres já entendiam a respeito do Deus que as amou e de Seu Reino.

Hoje o projeto está em sua segunda fase, a responsável atual pelo projeto, além da capacitação para costura, está realizando o acompanhamento social e o desenvolvimento pessoal de cada aluna, em especial a coordenação motora fina, para que as mulheres possam fazer moldes, cortar e costurar reto, desenvolver o empreendedorismo e auto estima. Algumas das primeiras alunas já costuram com habilidade desenvolvendo vários produtos com tecidos africanos.

 

PLANOS FUTUROS

 

Nessa segunda fase do projeto, diante das habilidades demonstradas pelas alunas confeccionando costuras em belos modelos nos mais variados tons coloridos dos excelentes tecidos africanos para uso pessoal e de seus familiares, temos como metas, além de manter e aperfeiçoar o que está sendo feito, as seguintes ações:

  • Substituir as máquinas de costuras usadas desde o início do projeto;

     

  • Ampliar a capacidade de atendimento das mulheres, aumentando o número de alunas;

     

  • Apoiar a produção das mulheres já formadas, doando uma máquina de costura (nova ou usada em bom estado) para cada uma;

     

  • Auxiliá-las na fundação e funcionamento de uma cooperativa  de costura para produção e venda dos produtos produzidos pelas alunas.

 

INVESTIMENTOS NECESSÁRIOS

 

Para alcançarmos as metas expostas no item anterior  (Próximos Passos), temos a previsão/necessidades de investimentos financeiros para uso direto e exclusivo no projeto (não estão incluídas as necessidades da equipe missionária responsável):

 

  • Renovação do contrato com a professora de corte costura nativa. Valor mensal: U$ 65,00/mensal – Anual: U$ 780,00.

     

  • Compra de 10 máquinas para reposição por desgaste: U$ 135,00 cada – total U$ 1350,00.

     

  • Compra de tecidos, réguas, tesouras, papeis para moldes, armário e outros materiais necessários para viabilizar as aulas U$ 180,00.