Fazendo crescer a resiliência


Todos nós temos resiliência, mas precisamos mais ou menos, dependendo do que fazemos na vida e do nosso status social …
Você precisa fazê-la crescer
“.
(Mike Horn – explorador e aventureiro).


 

Uma reflexão sobre resiliência, redução de estresse/ansiedade e crescimento no contexto da pandemia do Covid-19.

Atualmente, estamos enfrentando uma situação em que temos a oportunidade de crescer em resiliência, aprender novas habilidades e nos tornarmos mais empáticos, entendendo as pessoas. Deus está nos preparando para o futuro. Temos que crescer (Ef 4:15; Cl 1;10; 2 Pe 3:18).

O crescimento requer o solo certo, particularmente os melhores nutrientes e água suficiente. Precisamos focar em nos alimentar bem, psicologicamente, fisicamente e espiritualmente. Existe um provérbio atribuído a Sitting Bull (mas pode ser um provérbio Cherokee), que diz:

 

Dentro de mim há dois cães. Um é mau e o outro é bom e eles brigam o tempo todo. Quando me perguntam qual dos dois ganha, eu respondo, aquele que eu alimentar mais.

 

Então, para crescer, é preciso alimentar o cão certo com a melhor comida.

 

 


 

Cultivando a resiliência

 

Resiliência é a capacidade de sobreviver e se adaptar a novas circunstâncias. Envolve enfrentar dificuldades, lidando com as mesmas e suas repercussões, experimentado o crescimento. No momento, todos estamos enfrentando dificuldades, interna ou externamente, e precisamos de resiliência. O isolamento social não é fácil, mas podemos lidar com isto, enfrentar as repercussões e procurar crescimento fora da situação. Então, como fazemos isso?

  • Precisamos de um motivo para sobreviver. Qual é a sua? (Uma crença, um relacionamento, família, ministério?). É isso que nos ajudará a ir além de nossos recursos. Precisamos pensar nisso com frequência.
  • Precisamos treinar para sobreviver. Quando estamos no modo de sobrevivência, nossos cérebros não consegue planejar ou encontrar soluções, eles só acessam ao que treinamos ou experienciamos anteriormente. O treinamento abrange qualquer ação que tenha sido repetida com frequência. Pode ser oração, leitura da Bíblia, prática de um plano de emergência ou encorajamento. Mas também pensamentos negativos sobre nós mesmos, pornografia, fofocas ou mau humor. Dessa forma o “treinamento”, ou experiências anteriores, podem ser positivos ou negativos. Em que você tem sido treinado no momento? Precisamos treinar, nos exercitar, nas coisas boas, saudáveis física e espiritualmente, e praticá-las frequentemente. Também precisamos parar de “treinar” o que é negativo (Fp 4:8).
  • Precisamos aprender habilidades que criarão competência. Essas habilidades precisarão ser identificadas em cada contexto, mas podem incluir ensinar uma criança a pedir ajuda, aprender a lidar com o estresse, ansiedade e medo, criar uma resposta ao risco ou se preparar para um futuro diferente.
  • Precisamos estar preparados para perdas. É necessário se preparar emocionalmente para sofrer e processar nossas perdas, seja uma vida, um negócio ou um estilo de vida.
  • Precisamos crescer em paciência. Saber esperar não era algo comum e praticado na vida de muitos. Mas, agora, aquietar e esperar tem que ser também um modo de vida, pois talvez tenhamos que esperar pelas coisas que não quiséssemos esperar.
  • Precisamos ser criativos e proféticos. Orando pelo futuro, lutando para salvar negócios e criando novos, criando novas oportunidades de compartilhar nossa fé. Perguntar a Deus quais serão as necessidades do futuro (Is 55:8-9; Jr 29:11).
  • Temos de confiar em nosso Deus Forte. A confiança concentrada em nosso Deus, que entende a morte e ressurreição interior, nos motivará a seguir em frente. ELE nos levará adiante além do impossível, como sempre o fez.

 

 


Reduzindo o estresse e a ansiedade

 

 

Estresse e ansiedade são normais, mas precisamos ser capazes dominá-los e acalmá-los.

 

É vital lidar com qualquer coisa que atrapalhe o crescimento da resiliência. Estresse e ansiedade podem ser algumas das maiores distrações para se concentrar no crescimento. Em vez disso, eles nos pressionam a fazer constantemente mais e a não nos alimentarmos da melhor comida para gerar crescimento (Lc 10:39-42).

Deus nos deu os cérebros e corpos incríveis. Eles falam da mão do Criador todos os dias. Ele nos forneceu mecanismo psicofisiológico através dos quais podemos nos controlar e nos manter seguros como resposta ao estresse.

Esses mecanismos de controle de estresse, em níveis baixos, nos ajudam a atingir e suportar o desempenho máximo esperado, diante da necessidade de um arremesso, uma entrevista, conversar ou lidar com problemas. Em nível alto, ele nos ajuda a lidar com o perigo, seja um carro veloz, um animal perigoso ou um ataque de outro humano. No entanto, passado o momento que causou o estresse, o mecanismo psicofisiológico de controle precisa voltar ao normal, dessa forma podemos terminar o dia, prontos para dormir em paz e calma.

O objetivo de Deus é que tenhamos o controle de nossa resposta ao estresse para que o estresse não nos controle. Estresse e ansiedade são normais, mas precisamos ser capazes dominá-los e acalmá-los. Esse é um assunto profundo, longo e complexo, mas, abaixo, estão algumas maneiras de ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade, para que possamos ter esse controle.

Algumas pessoas também podem ficar com raiva, o que é outra resposta ao estresse. Isso também precisa ser resolvido, pois não podemos nos permitir entristecer ou assustar os outros ou nos tornar abusivos no confinamento. As sugestões abaixo também ajudarão a diminuir a raiva. É particularmente importante, no contexto do Covid-19 e isolamento social, reduzir os níveis de estresse porque ele diminui a eficácia de nosso sistema imunológico. Nossas sugestões são:

  • Foque em uma boa postura. A má postura incentiva a respiração de baixa qualidade, o que pode criar ansiedade.
  • Respire pelo diafragma (o grande músculo na parte inferior das costelas) sem usar os ombros para puxar o ar para os pulmões. Você pode deitar na sua cama e testá-lo com uma pequena garrafa de água, um quinto cheio de água. Equilibre a garrafa no estômago e observe-a enquanto respira. Deve subir e descer à medida que inspira e expira. Caso contrário, você não está usando o diafragma corretamente.
  • Se estiver estressado ou ansioso, inspire por 5 e expire 7 segundos. Você também pode apenas usar um longo suspiro.
  • Não faça refeições em pé ou compressa. Isso aumenta sua resposta ao estresse. Reserve um tempo para comer, sente-se e saboreie sua comida, mastigando-a calmamente.
  • Não beba muita cafeína (café, chá, guaraná, Coca-Cola, Pepsi, bebidas energéticas etc.), pois ela pode aumentar a frequência cardíaca, a pressão arterial, afetar o sono e piorar a ansiedade. No entanto, uma quantidade baixa de cafeína (não mais do que duas xícaras por dia) pode ajudar a ansiedade, mas, não beba no final do dia, antes de dormir. Faça uma experiência, pois isso não funciona para todos.
  • Não coma muitos alimentos açucarados, pois podem a quantidade de açúcar no sangue e alterar o humor, podendo aumentar a ansiedade e a raiva/mau humor. Tente manter os açúcares no mínimo e principalmente após uma refeição.
  • Faça caminhadas ou pratique exercícios para queimar a adrenalina e reduzir o estresse, a raiva ou ansiedade.
  • Ria e sorria, mesmo que não sinta vontade. Isso também é ótimo para as crianças.
  • Identifique suas necessidades e atenda-as, cuidando assim de si mesmo (mas não às custas de outra pessoa). Descanse bastante, mantenha-se hidratado, coma bem, cuide da sua temperatura (mantenha-se frio o suficiente ou quente o suficiente).
  • Fale suavemente com calma.
  • Identifique o que faz você se sentir estressado ou ansioso e faça um plano para reduzir ou lidar com o que lhe causa estresses.
  • Medite na Palavra de Deus e tente “estar presente” (concentrado) física e mentalmente quando fizer isso. Concentre-se no próprio Deus, não no que você “tem que fazer para ele”. Não fique pensando no passado ou no futuro, apenas contemple a presença dEle, quem Ele é.
  • Adore ou ouça música de adoração, seja sentado, parado, ou dançando com a música.
  • Assista e divirta-se com uma criança brincando, um canto de pássaro, uma nuvem se movendo no céu, a chama de uma fogueira ou vela, o vapor subindo de uma bebida quente ou a aparência de um lindo café.
  • Aproveite momentos de conexão com pessoas ou tarefas e reproduza (mentalmente) a “diversão” no final do dia.
  • Feche os olhos e ouça sons ao seu redor, concentre-se em um e veja se consegue capitar outros. Pratique isso.
  • Invente maneiras próprias de se acalmar (“Aquietai e saiba que eu sou Deus. Serei exaltado entre as nações, serei exaltado na terra.” Sl 46:10).
  • Deixe a presença de Jesus encher seu espírito, coração e pensamentos (“Sou eu; não tenha medo,…” João 6:20).
  • Converse com outra pessoa e ore com ela sobre estresse, ansiedade ou raiva. Fale sobre o caráter de Deus e incentive-as a ter intimidade com ELE. Encoraje-as!
  • Ajude os outros a serem fortes, reduzir o estresse e não ter medo, isolados ou ficar desanimados.
  • Não alimente seu medo pensando no que lhe traz angústia, medo ou ansiedade. Alimente sua fé.

 

 


 

Crescimento e o Futuro

 

Cresça em resiliência e se alimente bem fisicamente, mentalmente e espiritualmente.

 

Nenhum de nós sabe exatamente como é o futuro. Como tudo vai terminar. As coisas podem voltar a ser como era antes ou podem ser alteradas para sempre. No entanto, isso não importa. Deus não mudou. Ele é o mesmo, ontem, hoje, para sempre. Sua Grande Comissão não mudou. Como expressamos isso pode ter que mudar e pode haver perda nisso. Os discípulos experimentaram uma perda terrível quando Jesus morreu, mas isso teve que acontecer para que todos pudéssemos ter a ressurreição e a vitória que ela traz (Jo 20:19).

Vocês todos estão fazendo um bom trabalho. A expressão pode ter que mudar, mas o coração não. Concentre-se no coração do que Ele pediu que você faça e encontre um caminho. Isso pode ser difícil, emocionante, gratificante ou um desafio, mas tudo isso faz parte da preparação do caminho para a volta de Jesus. Então, marche em fé e vitória! (Lc 12:36-38; 19:12-13).

Cresça em resiliência e se alimente bem fisicamente, mentalmente e espiritualmente. Vamos ficar juntos, ser fortes pelos fracos, aceitar ajuda quando e o quanto precisarmos, amando e servindo a Deus para que possamos abençoar o mundo que precisa dEle.

 

Equipe de Cuidado Integral do Missionário
World Horizons

Início


 

Postado em Sem categoria